A Arte Invisível

a-arte-invisivel

No post anterior, Lars Müller comentou sobre o ritmo de leitura de um livro visual. Um livro, composto por imagens ou não, carrega consigo regras básicas que devem ser respeitadas pelo designer no momento de sua criação.

Sobre este tema, um livro formidável que considero uma de minhas “bíblias do design de livros” é A Arte Invisível, da Ateliê Editorial. Organizado por Plinio Martins Filho, doutor em editoração pela USP, atuante no mercado editorial há mais de 35 anos e atual diretor-presidente da Edusp.

O leitor, na maioria das vezes, não pensa na tamanha importância que um designer deve ter nas escolhas gráficas e tipográficas quando cria o projeto de um livro; e essa preocupação é o que faz de um livro ser considerado melhor, mais bonito, fácil de ler, entre outras qualidades. A Arte Invisível é um conjunto de citações de especialistas sobre o design e a edição de livros; com frases significativas e inspiradoras, o pequeno volume mostra-se grande desde sua abertura.

Leia abaixo alguns tesouros do design editorial, por Richard Hendel:

O trabalho real de um designer de livro não é fazer as coisas parecerem “legais”, diferentes ou bonitinhas. É descobrir como colocar uma letra ao lado da outra de modo que as palavras do autor pareçam saltar da página. O design de livro não se deleita com sua própria engenhosidade; é colocado a serviço das palavras. Um bom design só pode ser feito por pessoas acostumadas a ler – por aquelas que perdem tempo em ver o que acontece quando as palavras são compostas num tipo determinado.”

O design de livro não é uma dessas artes que permitem uma criatividade infinita e irrestrita.”

Não é somente o que o autor escreve num livro que vai definir o assunto do livro. Sua forma física, assim com sua tipografia, também o definem.”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>