Monthly Archives: January 2009

Novos espaços

new spaces

Para aliviar o calor do verão, o inglês Oliver Bishop-Young nos dá uma boa idéia para criar novos espaços. Utilizando uma caçamba (lugar onde usualmente se deposita entulho) vazia como objeto modificável, o artista cria novos espaços que mesclam a privacidade de uma casa com o espaço público. A caçamba pode virar uma piscina; uma pista de skate; uma sala de estar; um campo para armar a barraca, tudo ao ar livre.

O projeto de Oliver intitula-se “Skip Conversations” e aqui você encontra mais sobre o artista e seus projetos.

skip conversations

Fifi Lapin

fifi lapin

Faz um certo tempo que estou de olho nesta coelhinha super moderna chamada Fifi Lapin. Seu blog é charmoso, fashion e DIVERTIDO. Fifi prova que, com um pouco de imaginação, é possível entrar na moda, independente do formato, tamanho ou da espécie!

Esta semana, Fifi apresentou sua melhor amiga, a stylist (e de uma espécie mais tímida) Ruby Gatta, “sim, uma coelha e uma gata serem melhores amigas é bastante incomum, mas sou bastante incomum, então você não deveria se surpreender”, acrescenta Lapin.

Se no blog da Fifi você encontra dicas de moda, no blog da Ruby você encontra um espaço dedicado ao design, arte e fotografia. Aqui você encontra mais sobre Fifi e aqui, mais sobre a Ruby. Have fun!!

best-friends

Revista Mafuá

revista mafua

A Mafuá é uma revista de literatura voltada para a publicação de trabalhos exclusivamente de alunos de graduação. Pela falta de veículos dispostos a incentivar e publicar a produção de artigos e ensaios escritos por graduandos, a revista é uma iniciativa que contribui para a prática de pesquisa e de elaboração de textos críticos dos alunos de Letras.

Disponível apenas em formato eletrônico, a revista é idealizada por bolsistas e pesquisadores do Núcleo de Pesquisas em Informática, Literatura e Lingüística (NUPILL) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Em sua décima edição (outubro de 2008), a revista homenageia Machado de Assis no ano de centenário da sua morte. Este número inaugura a seção Metafrasis, com a tradução para o português (do professor Alckmar dos Santos) de um soneto de Luiz de Góngora, datado de 1584. Há também ensaios sobre literatura alemã, as seções Entrevista e Obra Rara, com o conto Magdalena (autoria atribuída a Machado de Assis), publicado no periódico A Marmota, do Rio de Janeiro, em 1859.

A revista conta também com a seção Criações, onde quatro autores participam desta edição: Adriana Zapparoli, J. Alex Sartorelli e Heron Moura contribuem com seus poemas; e eu, Leila Lampe com a criação visual Lugares e Não-lugares, sobre a Estação Ferroviária de Rio Negrinho, SC.

– – – – – – –

Agradeço à Tecia Vailati pelo gentil convite para participar desta edição da Mafuá.

A nova Ciberarte

ciberarte-n06

A sexta edição da Ciberarte, publicada no final de 2008, ganhou um projeto gráfico completamente novo, mais limpo, organizado e dinâmico. O novo design aposta em um tipo de navegação simples, objetiva e acessível, com uma interface preemptiva, que diminui a quantidade de clicks para chegar ao conteúdo desejado.

Na sexta edição da Ciberarte você poderá acompanhar o som dos fluidos, a música para poucos, os espaços coletivos e esquecidos, o lesbianismo nos quadrinhos, o admirável mundo novo, a recusa da guerra, o capitalismo infernal de Wall Street e o entulho planetário habitado pelas baratas…

Colhido em: 11 Pixels

De Virginia Woolf para Paul Cézanne

Paul Cézanne - nature morte aux pommes, 1890

18 de abril, 1918

… viemos para Londres com um vento agreste e com chuva, de lá fomos a Gordon Square; onde se apresentou primeiro o novo Delacroix, e depois o Cézanne (Pommes). Há seis maçãs no quadro de Cézanne. O que é que seis maçãs podem NÃO ser?, comecei eu a pensar cá para comigo. Há a relação entre elas, e a cor, e a solidez. Para o Roger [Fry] e a Nessa [Vanessa Bell], para além disso havia uma questão muito mais intrincada. Era uma questão de se saber se era tinta pura ou misturada; se era pura, qual a cor: esmeralda ou verde; e depois as camadas de tinta; e o tempo que lhe levou, e como o alterou, e porquê, e quando o pintou… Levámo-lo para a sala contígua e, santo Deus!, como ofuscou os quadros que lá estavam, como se se pusesse uma jóia verdadeira junto de jóias falsas; as telas dos outros pareciam ter sido esborratadas com uma fina camada de uma tinta de muito má qualidade. As maçãs ficaram realmente muito mais vermelhas e mais redondas e mais verdes. Desconfio de que há uma porção com propriedades muito misteriosas naquele quadro. (…)

Virginia Woolf, – Diário, 1915-1926, vol. I, ed. Bertrand, Portugal. pg, 89.


No dia 19 de janeiro de 1839, em Aix-en-Provence (França), nascia Paul Cézanne. Mestre inconfundível e criador de novos caminhos para a arte do século XX, foi demolido em vida pela crítica, que o qualificou de “irremediavelmente fracassado”. Cézanne trouxe uma nova concepção de percepção da realidade. É hoje um dos pintores mais caros do mundo, “Cézanne é o pai de todos nós”, disse Pablo Picasso a respeito do artista.  A palavra ‘todos’ incluía os pintores do fauvismo, do cubismo e do abstracionismo.

'my document' & 'my photo' cases

my document

Procurando uma pasta com estilo? No site designboom você encontra esta pasta para guardar seu laptop, e outro modelo para a sua amada câmera fotográfica.
As pastas estão disponíveis na cor amarelo e o material é de neoprene com zíper.

Você ainda pode escolher um ícone para personalizar sua pasta: seta, mão ou temporizador, todos feitos de borracha.

Confira também os outros souvenirs à venda no site, como a tyvek wallet, cassette wallet e o liquid bookmark.
my photo

Crônica de Gatos

Direto do AN de hoje, crônica de Rubens da Cunha sobre seus gatos:

Novamente um gato silencia minha casa, poetiza meu espaço. Novamente um gato cresce diante dos meus olhos e cabe a mim protegê-lo e dar nome, tarefa complicada. Quero um nome literário, claro. A princípio vou só chamá-lo de gato, dissecar um pouco mais sua personalidade e ver qual persona literária pode servir para ser seu nome. Até lá, vou satisfazendo seus desejos, me preocupando a cada sumida.”

Para ler na íntegra, clique aqui.

Valeu, Regininha!!

Cat cafés

cat-bar

Notícia fresquinha direto da BBC Brasil, enviada pela catlover F.:

Bares que ‘alugam’ gatos viram mania no Japão!
A mais nova mania entre os japoneses é a de freqüentar os chamados ‘cat cafés’, locais onde os clientes podem aproveitar da companhia de gatos. Por cerca de US$ 10 (pouco mais de R$ 23), os clientes podem passar uma hora no café. Eles têm direito de acariciar os gatos e até tirar fotos de seus bichanos preferidos. Em um deles, o Ja La La Café, no agitado bairro de Akihabara, em Tóquio, cerca de 12 gatos fazem as honras da casa.”

O mais interessante são as legendas das fotos:

• Os clientes podem acariciá-los ou apenas tirar fotos de seus bichanos preferidos.
• No café Nekorobi, todos os gatos têm álbuns de fotografias para que os clientes os conheçam melhor, antes de escolher qual o fará companhia.
• No café Nekorobi, os gatos têm camas confortáveis e podem ficar deitados pelo tempo que quiserem.
• Apesar da crise global ter atingido em cheio o Japão, os chamados ‘Cat Cafés’ são um negócio lucrativo no país.

Que tal abrir alguns destes cafés aqui no Brasil? Clientela não faltaria!